Gerenciamento de acesso privilegiado com abordagem zero trust

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on reddit
Share on whatsapp

Pelo segundo ano consecutivo, riscos cibernéticos aparecem como a principal preocupação para as empresas brasileiras, segundo o estudo 11º Allianz Risk Barometer.

Este contexto transfere a indagação do “se” uma violação ocorrer, para “quando”, exigindo as melhores medidas para que as Organizações reduzam esta probabilidade.

Um dos alvos preferidos para invasões são as credenciais privilegiadas. Dados mostram, inclusive, que pelo menos 80% de todas as violações de dados são resultado de credenciais privilegiadas comprometidas.

Entenda o cenário atual das identidades privilegiadas e veja por que o gerenciamento de acesso privilegiado zero trust é a opção de segurança mais adequada.

O que você vai ver neste post

Trabalho remoto x aumento das identidades digitais

A migração das empresas para modelos remotos e híbridos de trabalho ampliou significativamente a quantidade de identidades digitais, em uma escala global. Pesquisas indicam, até mesmo, que as identidades chegaram a aumentar dez vezes durante o período, impulsionado por picos de criação de usuários (internos, terceiros e clientes).

Robustez no Gerenciamento de identidade e privilégios

Este panorama exigiu credenciais sólidas e robustas, com fortes sistemas de autenticação e verificação, além de métodos eficazes de gerenciamento de identidades e de acessos privilegiados.

80% das violações envolvem credenciais privilegiadas comprometidas

Controlar e proteger as identidades privilegiadas é fundamental, pois são o principal alvo dos agentes maliciosos.

Contas privilegiadas comprometidas geralmente apresentam histórico de problemas de gerenciamento e monitoramento, podendo conceder acesso sem restrições à infraestrutura de TI da Companhia e transferir o controle administrativo das demais contas para as mãos dos invasores.

PAM e gerenciamento de identidades

O Gerenciamento de acesso privilegiado (PAM) é parte fundamental da governança de identidades. É através dele que são protegidas credenciais e senhas, e as contas privilegiadas mantidas fora do alcance dos atores de ameaças, impedindo, por exemplo, que malwares e ransomwares explorem aplicativos.

Confiança zero no gerenciamento de acesso privilegiado

Considerando que o conceito de confiança zero tem por padrão não considerar confiável nenhuma conta ou identidade, se torna perfeito para mitigar riscos e promover resiliência.

O VaultOne é um gerenciador de acessos privilegiados zero trust. Veja alguns benefícios dele:

  • Ajuda a definir a política e os processos do acesso privilegiado
  • Confere ao administrador de TI total visibilidade e controle sobre credenciais privilegiadas 
  • Permite implementar o modelo de privilégio mínimo, concedendo privilégios elevados apenas às contas que realmente necessitam delas
  • Maximiza a proteção de informações confidenciais 
  • Reduz a superfície de ataque, o movimento lateral e o escalonamento de privilégios
  • Controla quem tem acesso a quais conjuntos de chaves, independentemente do local ou endereço IP
  • Monitora as sessões em tempo real, detectando comportamentos arriscados
  • Registra as atividades dos usuários, fornecendo um histórico de auditoria completo, através da gravação em vídeo das sessões
  • Gera senhas em conformidade com as melhores práticas
  • Limita a vida útil das senhas
  • Identifica senhas expiradas e fracas, emitindo alertas relacionados possíveis problemas de segurança (reutilização, força, duplicidade etc)

Melhore seu gerenciamento de acesso privilegiado com o VaultOne

Uma estratégia holística de gerenciamento de identidades é fundamental para Organizações terem a transparência, o controle e a proteção que necessitam.

Tenha total visibilidade sobre quem acessa seus dados, sistemas, aplicativos, infraestrutura e quaisquer outros ativos, evitando ataques cibernéticos e violações de dados. 

Com o VaultOne, os recursos da sua empresa são protegidos com conformidade. Solicite uma demonstração e veja o VaultOne em ação.