8 ações que melhoram a proteção de dados sigilosos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on reddit
Share on whatsapp

Você sabia que a maioria das violações de dados não ocorre devido a habilidades altamente avançadas de hackers, como é retratada nos filmes?

De fato, há uma chance remota disso ocorrer; porém, na maioria das vezes, é resultado de credenciais privilegiadas vazadas que podem ocorrer de várias formas: phishing, descuido de armazenamento de dados, compartilhamento não autorizado ou roubo de informações.

Além dos sistemas de segurança já existentes, a VaultOne sugere que as Organizações tenham também um cofre digital cuidadosamente controlado, onde as senhas e outras informações confidenciais possam ser armazenadas.

Nossa plataforma fornece um cofre altamente criptografado na nuvem que possui várias camadas de segurança para permitir apenas o acesso autorizado a recursos e, ao mesmo tempo, governar as informações de credenciais relacionadas a seus servidores, sites, terminais e serviços.

Isso proporciona às empresas uma solução de segurança essencial que reduz os riscos de vazamento de dados, pois os usuários não conseguem realizar o compartilhamento não autorizado ou roubar as credenciais sem serem notados. Além disso, fornece evidências que podem ser usadas para auditorias.

A solução é simples para operar, fácil para colocar em ação e melhorar seu sistema de segurança de dados com rapidez.

A Vault One pode aumentar sua eficiência operacional eliminando os pontos fracos da segurança de dados sigilosos.

O que você vai ver neste post

Proteger dados sigilosos requer investimento em ferramentas e processos. A VaultOne listou 8 ações que melhoram a segurança da informação:

1 - Elaborar Termos de Sigilo:

A primeira etapa para garantir a segurança da informação em uma Organização é usar proteção jurídica. Isso pode ser feito através de contratos de trabalho que incluam termos de confidencialidade. Desse modo, cada colaborador terá a obrigação legal de não compartilhar com terceiros as informações que têm acesso sobre o negócio.

2 - Estabelecer protocolos de autorização de acesso:

É certo que, segredos conhecidos por muitas pessoas, deixam de ser secretos e colocam em risco a segurança das informações. Por isso, faz-se necessário restringir a informação para apenas um grupo selecionado de pessoas, autenticado através de senhas, biometria etc.

3 - Proteger a rede wi-fi:

A conexão de internet sem fio traz inúmeros benefícios, como mobilidade e comodidade. Porém, pode ser facilmente invadido. Para não se expor a esse risco, é aconselhável alterar a configuração dos rotadores, adotando fortes senhas de acesso e soluções que bloqueiem o acesso de máquinas não autorizadas na rede. Além disso, é necessário criar uma credencial especial para clientes e terceiros, com acesso limitado à rede.

4 - Proteger os dispositivos móveis:

A mobilidade aumentou a utilização de dispositivos móveis nas Corporações, elevando o nível de experiência do usuário. Para garantir a segurança dos aparelhos é necessário investir em antivírus e firewalls, limitar o acesso a sites e instalação de aplicativos, realizar a manutenção do sistema operacional do aparelho, efetuar o backup de dados do dispositivo, adotar solução uma que faça o gerenciamento dos dispositivos móveis.

5 - Investir em criptografia e certificados digitais:

A criptografia faz com que os dados da empresa permaneçam seguros em um caso de roubo de dados, substituindo as informações legíveis por um código complexo, o qual só é permitido ler quem tiver a chave do código. A criptografia pode ser usada em e-mails, chats privados e até no armazenamento de informações na nuvem. Além disso, pode-se aumentar a efetividade da criptografia com certificação digital.

6 - Manter os softwares atualizados:

Estar com a última versão do software não é importante apenas para ter uma interface mais moderna e obter novos recursos; mas, principalmente para corrigir brechas de segurança e minimizar a possibilidade de invasões de dados.

7 - Ter Políticas de Segurança bem claras:

A Política de Segurança deve constar regras e padrões para proteção da informação, como: quais dados e programas devem ser acessados através de um dispositivos corporativo e pessoal; como serão usados os meios de armazenamento, como pendrives, HDs externos, e serviços de nuvem, entre outros.  

8 - Promover Treinamentos de Segurança:

 Investimento em equipamentos sem instrução não faz sentido. É preciso demonstrar aos colaboradores desde o uso correto de antivírus até envio de informações sensíveis e política de confidencialidade.


Proteja seus dados sigilosos com a plataforma VaultOne, que gerencia todas as credenciais e senhas de login da sua empresa em seu cofre digital.

Com a VaultOne, você pode ter certeza de que sua propriedade intelectual está em boas mãos.

 

Fale hoje mesmo com nossos especialistas e aumente o nível de proteção de seus negócios.

ACOMPANHE
nossas redes

RECEBA NOTÍCIAS
no seu e-mail