Follow Us:

Amplie a segurança da sua empresa com gerenciamento de privilégios

Com a incidência de um grande volume de ataques cibernéticos contra as Organizações, controlar o acesso às informações corporativas é essencial para prevenir ataques.

Mesmo porque, pesquisas apontam que uma das maiores portas de entrada de ataques cibernético são os colaboradores quando abrem brechas por mau uso da tecnologia, expondo a invasões todo o sistema e a rede de computadores. Isso pode ocorrer por descuido ou de forma premeditada (exemplo: quando um funcionário ou um infiltrado utiliza as credenciais de outro para acessar um ambiente restrito).

Criar uma cultura de segurança e torná-la conhecida pelos colaboradores é essencial tal qual o investimento em soluções de segurança.

O cuidado no acesso a sites, e-mails e links e o compartilhamento de dados sigilosos requer controle de acesso, através de dispositivos de autenticação modernos e uma política de segurança eficiente.


Como funciona o controle de acesso?

O administrador de sistemas aplica regras a cada usuário ou grupo de trabalho, definidas pelo gestor de TI em concordância com os gestores dos outros departamentos.

O controle de acesso garante que os dados sejam acessados somente pelos funcionários autorizados e que recursos, como a internet, possam ser fiscalizados.

As regras para o controle de acesso e senhas devem constar na Política de Segurança da Informação da empresa.


Processos de controle de acesso:

  • Autenticação:  valida a identidade de alguém eletronicamente. Verifica se o usuário é ele mesmo e se tem permissão para acessar ao sistema.
  • Autorização: valida as permissões do usuário (o que ele pode ou não fazer no sistema, de acordo com seu perfil).
  • Auditoria: analisa a coleta de informações de cada usuário, captada por meio de recursos tecnológicos em tempo real ou por meio de gravação (batch).

Tipos de autenticação:

A autenticação pode ser aplicada de inúmeras maneiras. O fator de autenticação que define qual mecanismo é o mais indicado; ele também define se o usuário será autorizado pelo que é, possui ou conhece.


Mecanismos de autenticação mais usados:

  • Biometria
  • Reconhecimento facial
  • Cartões magnéticos
  • Senhas
  • Restrição por dispositivo
  • Token
  • Certificado Digital
  • Assinatura Eletrônica
  • Captcha
  • Baseado em localização
  • Passcard

Tipos de gestão de privilégios:

  • Role Based Access Control (RBAC) – Baseado em perfis

O nível de privilégios é determinado em função do grupo de trabalho ou do nível hierárquico do usuário.


  • Mandatory Access Control (MAC) – Obrigatório

O nível de privilégios de acesso é definido e configurado pelo administrador de sistemas e com base nesta informação o sistema aplica as políticas de acesso.


  • Discretionary Access Control (DAC) Discricionário

O proprietário da informação que define os usuários que irão acessá-la, bem como as regras e critérios de acesso.


Criar o controle de acesso às informações e uma política de gestão de privilégios é um grande passo para garantir a segurança e integridade dos dados da empresa.

Conte com a VaultOne e resolva os problemas de privilégios de acesso. Fale hoje mesmo com nossos especialistas.

Copyright © 2020 Vault One